Hotéis cheios de história: hospede-se em propriedades que são atrações em si

Castelos e acomodações transportam ao passado e oferecem uma experiência de viagem ainda mais rica

Com monumentos e prédios históricos a cada esquina, a Europa tem destinos que são uma verdadeira viagem, sem escalas, a outros tempos. Hospedar-se em propriedades antigas transformadas em hotéis deixa a experiência de sentir-se parte da História ainda mais autêntica. É o caso do Farol Hotel, em Cascais, uma charmosa cidade do litoral português. A apenas 35 minutos de Lisboa, ele funciona em uma mansão construída no final de 1880 a pedido dos Viscondes de Cabral e já recebeu visitas ilustres como o rei D.Carlos e a rainha D. Amélia.

Inteiramente remodelado, o casarão do século 19 ganhou um projeto arquitetônico contemporâneo e minimalista: oito dos 33 apartamentos receberam o toque pessoal de renomados designers europeus, como Ana Salazar, António Augustus, José Antonio Tenente e João Rolo. Ao abrir as janelas, o hóspede é mais uma vez surpreendido. No limite máximo dos penhascos de Cascais, o hotel tem, de um lado, vistas para o Atlântico e, de outro, para as casas em estilo mediterrâneo da cidade. A piscina, de água salgada, também ocupa um lugar de destaque no panorama arquitetônico. Localizada sobre as rochas, com vista infinita do mar, e ondas que ocasionalmente estouram no deck, é um espaço para relaxar com a mais absoluta tranquilidade. Tudo a cinco minutos a pé do centro de Cascais.

A Toscana, uma das regiões mais belas e românticas da Itália, também tem hotéis em casas históricas que valem a viagem. Situado entre Florença e Siena, dois destinos imperdíveis, o Castello del Nero ergue-se imponente no topo de um monte com vista deslumbrante para o Vale de Chianti, a principal região vinícola da Itália. Construído no século 12, foi residência de campo da nobre família florentina de quem ganhou o nome, e cujo brasão ainda pode ser visto no castelo. Como era comum nesse tipo de edificação, as paredes maciças servem de telas para afrescos belíssimos, há uma capela particular construída ao final de 1700, uma grande adega e a torre do relógio.

Totalmente reformado para acolher as necessidades da vida moderna, como TVs LCD, internet de alta velocidade, ar condicionado e camas king size, o Castello del Nero ainda preserva os traços do passado, como lareiras em todos os cômodos, mobiliário e tetos em abóbada. Pode-se participar de um “duelo” de vinhos dentro da adega, com a orientação do sommelier, e comer na antiga estrebaria, onde hoje funciona o restaurante La Torre, premiado com 1 estrela Michelin. Ou, ainda, desfrutar do “dolce far niente” na imensa piscina e fazer tratamentos diversos no spa de 1000m² da  grife ESPA, com sua piscinas de hidroterapia e tratamentos de óleos essenciais. A localização estratégica permite também uma infinidade de passeios, como visitas às vinícolas da região de Chianti, “caça às trufas”, vôos de balão sobre o vale, passeios a cavalo, bicicleta ou trilhas.

Na vizinha Florença, o Villa Cora também é um mergulho no estilo de vida da nobreza florentina de tempos remotos. Já hospedou personalidades célebres, como a princesa Eugénie, esposa de Napoleão III, o compositor russo Tchaikovsky e o músico e compositor francês Debussy. Localizado bem no centro histórico da cidade, epicentro do Renascimento italiano, o hotel rivaliza com ela em atrações. É formado por três construções distintas, hoje restauradas nos mínimos detalhes: a mansão principal, com 29 quartos decorados em diferentes estilos, inspirados nas personalidades que ali se hospedaram; o antigo estábulo, que abriga 14 apartamentos temáticos sobre a burguesia do final do século 19, retratada na decoração e pintura do teto; e a La Follie, a última das estruturas, que conta com dois quartos privativos.

É um verdadeiro resort, formado por jardins, terraço panorâmico para o cair da tarde, com vista privilegiada da cidade e do Duomo, piscina aquecida, e até um spa, onde tratamentos combinam os cosméticos high-tech da marca londrina Sarah Chapman, com os óleos de flores da centenária botica florentina Officcina Profumo-Farmaceutica Santa Maria Novella, de 1612.

Embora a Europa seja o continente ideal para uma viagem ao tempo, na Flórida, nos Estados Unidos, o imponente Fountainebleau Miami Beach é símbolo do glamour que pairava sobre o país nos anos 1950. A explosão hollywoodiana inspirou as formas do luxuoso edifício, que já recebeu personagens históricos da cultura estadunidense: entre os hóspedes, destaque para Elvis Presley e Frank Sinatra.

Totalmente modernizado, o hotel está segmentado em quatro torres que acomodam os mais variados tipos de viajantes: na Chateau é onde acontece a badalação, enquanto a Versailles é própria para os executivos. As torres Trésor e Sorrento, por sua vez, que só têm suítes, agradam bastante as famílias com crianças devido à existência de cozinhas, e também aos hóspedes que querem um pouco mais de privacidade e sofisticação, sendo a Sorrento a mais luxuosa delas.

 

Saiba mais em www.farol.com.pt,www.castellodelnero.com,

www.villacora.it ewww.fontainebleau.com.br.

 

 

AD Comunicação Comunicação e Marketing

(11) 3862.8319 / 3862.5745

www.adcomunicacao.com.br

Related posts

Leave a Comment